Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/03/16 às 19h30 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Opas elogia atendimento à saúde de crianças e adolescentes no DF

COMPARTILHAR

Comprometimento dos profissionais sensibilizou a representante da Organização Pan-Americana

Brasilia (16/03/2016)– O olhar de felicidade das novas mães e o sentimento de aconchego dos recém-nascidos, foram as impressões que mais marcaram a representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Betzabe Butron Riveros, durante a visita ao Centro Obstétrico do Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Cenas, que para ela, apenas refletem o comprometimento que os profissionais dedicam às suas funções, além do conhecimento das técnicas utilizadas.

 

“Esse é um diferencial raro de se ver nos hospitais do mundo”, declarou Riveros, que trabalha na sede em Washington-D.C, e que tem como responsabilidade identificar as práticas exitosas e inovadoras dos países para que todos possam compartilhar conhecimento. “Andei por todos os locais aqui e vi apenas rostos alegres, tanto de funcionários como de pacientes, e sei que isso vai além do saber técnico, vem do amor à profissão”, concluiu emocionada.

 

A coordenadora-geral dos bancos de leite do DF, Mirian Santos, acompanhou toda a visita na unidade de Taguatinga e afirmou que o ministério escolheu Brasília porque é um exemplo na saúde da criança e adolescente no Brasil. “Ela está encantada porque está vendo que podemos fazer muito com pouca coisa, pois o profissional que trabalha nessa área também é um militante. Sabemos das dificuldades que estamos passando, mas corremos atrás”.

 

A representante chegou em Brasília na segunda-feira (14) e finalizará a programação, nesta quarta-feira(16), com uma visita ao Hospital da Criança de Brasília. No primeiro dia, ela e representantes da Opas do Brasil participaram de uma apresentação sobre a saúde da criança e do adolescente, no Ministério da Saúde e, no dia seguinte, foram ao Centro de Atenção ao Adolescente (Adolescentro), em Brazlândia.

 

Antes de visitar o Hospital da Criança, o grupo ainda vai conhecer uma unidade na Candangolândia, certificada pelo ministério na estratégia Amamenta Alimenta Brasil. “Em seguida, vão para o Hospital de Apoio, onde conhecerão a triagem neonatal e vamos mostrar nosso terceiro nível de atenção, onde tem crianças com doenças crônicas”, disse Mirian.