Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/09/13 às 20h21 - Atualizado em 30/10/18 às 15h08

Outubro Rosa ilumina a capital para alertar sobre combate ao câncer de mama

COMPARTILHAR

Campanha mundial de mobilização e conscientização

Foto: Renato Araújo

O Congresso Nacional, Palácio do Buriti, Ponte JK, Palácio do Planalto e a Catedral de Brasília iniciam o mês de outubro iluminados com a cor rosa. As luzes serão acessas a partir desta terça-feira (1º) com a cor que simboliza mundialmente a luta contra o câncer de mama, ação que faz parte do movimento popular conhecido como Outubro Rosa.

Trata-se de uma campanha de mobilização e conscientização para prevenir o câncer de mama e alertar sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença. “O diagnóstico precoce é o grande aliado das mulheres. Quanto mais cedo for descoberto, mais fácil e rápido o câncer de mama pode ser curado”, complementa o secretário de Saúde, Rafael Barbosa.

Dados de estimativas de incidência para 2012 e 2013 do Ministério da Saúde (MS) e Instituto Nacional de Câncer (INCA), apontam que no DF, são diagnosticados 880 novos casos de câncer de mama. Em 2012, foram registrados 190 óbitos e no ano anterior, 171.

Segundo o secretário de Saúde do DF, Rafael Barbosa, o maior problema ainda é a detecção tardia da doença. “As mulheres devem realizar o exame clínico das mamas e, a partir dos 40 anos, procurar a rede para fazer a mamografia. Se houver histórico familiar, pode ser recomendado o exame a partir dos 35 anos”, aponta.

Para a gerente de Câncer da Secretaria de Saúde do DF, Cristina Scandiuzzi, a morte por câncer de mama atinge principalmente mulheres a partir dos 50 anos. “Com essa campanha, queremos que as mulheres especialmente entre 50 e 69 anos procurem uma unidade básica de saúde, Estratégia de Saúde da Família ou hospital regional para agendar a mamografia. Também visamos atingir aquelas que nunca passaram pelo exame, ou que não realizaram há mais de dois anos”, comenta.

No DF, o Outubro Rosa é uma realização das Secretarias de Saúde, da Mulher, de Cultura, de Esporte e de Publicidade Institucional; da Coordenadoria das Cidades; e da Companhia Energética de Brasília (CEB); além de deputadas federais e distritais, senadoras da República, a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), a Federação de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), a Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC) e a Associação de Mulheres Mastectomizadas de Brasília (Recomeçar).

A abertura da campanha será nesta terça-feira (1º), às 18h30, no saguão principal do Senado Federal com o lançamento da exposição fotográfica “Recomeço” e as apresentações do grupo de mulheres percussionistas “Batalá” e do Coral da Câmara. Em seguida, será acionada a iluminação rosa do prédio do Congresso Nacional.

Até o dia 11 de outubro, haverá atendimento especial da Carreta da Mulher na plataforma inferior da Rodoviária do Plano Piloto, com exames de mamografia e ecografia, das 8h ao meio-dia e de 13h às 17h. Serão distribuídas 50 senhas por dia para cada exame. A programação do Outubro Rosa também conta com exposição fotográfica na Câmara Legislativa do DF, doação de procedimentos de pigmentação da aréola a mulheres mastectomizadas selecionadas pela SES/DF, apresentações musicais e teatrais, desfile de mulheres mastectomizadas, além da caminha e corrida contra o câncer de mama.

Patrícia Kavamoto