Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/04/15 às 13h10 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Pesquisa contribui na construção de políticas públicas para a saúde

COMPARTILHAR

Hábitos e costumes dos alunos serão avaliados

BRASÍLIA (13/3/15) – Em parceria com o Ministério da Saúde, o IBGE realizará este ano a 3ª edição da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) em diversas cidades do país. O programa conta com o apoio do Ministério da Educação e Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde e Educação.

A pesquisa atende ao Decreto Presidencial nº 6.286, de 05/12/2007, que institui o Programa Saúde nas Escolas (PSE). O objetivo é investigar alguns aspectos das atividades, hábitos e costumes da saúde dos jovens e adolescentes para orientar as políticas públicas específicas.

Em 2015, a pesquisa será realizada entre os alunos de turmas do 6º ano do ensino fundamental ao 3ª ano do ensino médio. As escolas foram selecionadas através do cadastro do Censo Escolar 2013, fornecido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). A seleção da amostra é aleatória.

O aluno e a escola não serão identificados e suas respostas serão confidenciais. Somente o resultado geral da pesquisa será divulgado. As respostas servirão para analisar os fatores de risco e de proteção que influenciam na saúde dos jovens brasileiros.

“Com os dados coletados na PeNSE é possível ampliar consideravelmente o conhecimento sobre as características de saúde da população jovem brasileira. Com isso, subsidia as ações dos diversos setores, incluindo secretarias, conselho de saúde e os legisladores, pois fornece informações confiáveis para direcionamento e avaliação das políticas públicas destinadas ao público em questão. É uma ferramenta que nos auxilia desde o processo de planejamento e elaboração das ações/políticas de saúde até sua avaliação”, destacou Débora Ronca, do Núcleo de Vigilância Epidemiológica de Doenças Não Transmissíveis da SES.

Conforme o acordo entre Ministério da Saúde e IBGE, a PeNSE deverá ser realizada a cada três anos. Em 2009, a pesquisa foi realizada por meio de questionário autoaplicável. Foram coletadas informações de 60.973 estudantes em 1.453 escolas públicas e privadas nas 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal. Em 2012, a pesquisa foi realizada por meio de questionário autoaplicável, implementado no smartphone. Foram coletadas informações de 109.104 estudantes em 2.842 escolas públicas e privadas.

Este ano será realizado duas amostras independentes e os alunos responderão ao mesmo questionário implementado no smartphone. A amostra 1 será realizada entre os estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental, nos turnos da manhã e da tarde, em escolas públicas e privadas do Brasil. Já a amostra 2 será realizada com os estudantes do 6º ao 9º do Ensino Fundamental e do 1º ao 3º ano do Ensino Médio. Esta amostra pretende garantir representatividade para as idades de 13 a 17 anos.

No DF, 76 escolas foram selecionadas para participar da pesquisa. Em março, foi realizada uma reunião entre a Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, IBGE e os diretores de todas as escolas participantes para explicar a pesquisa, incentivar a participação, bem como sanar as possíveis dúvidas. A coleta das informações será realizada entre os dias 13/04 a 30/06.

Leia também...