Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/06/17 às 12h17 - Atualizado em 30/10/18 às 15h17

Profissionais de saúde bucal recebem orientações sobre Estratégia Saúde da Família

COMPARTILHAR

Região Oeste foi a primeira a saber como será a participação desses servidores no novo modelo de atenção primária

BRASÍLIA (8/6/17) – A Secretaria de Saúde começou pela Região Oeste de Saúde, nesta quarta-feira (7), uma série de reuniões que serão realizadas com odontólogos e técnicos de higiene bucal da atenção primária para detalhar como será a participação desses profissionais na estratégia saúde da família.

“Vamos promover reuniões semelhantes nas outras seis regiões de saúde para conhecer a realidade de cada uma, planificar e planejar a capacidade de cobertura que cada uma consegue oferecer e o que será necessário para conseguir isso”, explica o diretor de Assistência Multidisciplinar da Secretaria de Saúde, Paulo Queiroga.

De acordo com as portarias 77 e 78 da Secretaria de Saúde, que estabelecem as diretrizes para a conversão do modelo de atenção básica tradicional para o de Estratégia de Saúde da Família, cada equipe de saúde bucal, formada por um dentista e um técnico de saúde bucal, atenderá, juntamente com duas equipes de saúde da família, aproximadamente 7,5 mil pessoas.

“Como ao final do processo de conversão, a previsão é de que tenhamos 580 equipes de saúde da família, então deveremos ter cerca de 290 equipes de saúde bucal”, diz Queiroga. Hoje, a secretaria conta com 95 equipes de odontologia trabalhando em equipes de saúde da família. Ao todo, 300 profissionais atuam na atenção primaria.

OESTE – A Região Oeste de Saúde, que engloba Ceilândia e Brazlândia, foi a primeira a receber a reunião. Atualmente há 17 equipes de saúde bucal constituídas nas duas cidades.
“Com a reunião desta quarta-feira, começamos a identificar os recursos humanos da região. E receberemos mais profissionais com a posse ocorrida essa semana. Com isso, até julho pretendemos estar com as equipes organizadas”, disse o gerente de Assistência Multidisciplinar de Apoio de Diagnóstico da região, Risomar de Sousa Alves, ressaltando que novos 10 profissionais de odontologia devem chegar à região nesta semana.

Ele explica que com a conversão total do modelo, um dentista que hoje atende a uma população de 21 mil pessoas passará a atender 7,5 mil moradores. “Isso representa um ganho na qualidade do atendimento”, frisa.

Risomar destaca, ainda, que com o dentista e o técnico de saúde bucal atuando junto a outros profissionais da equipe de saúde da família, todos poderão trabalhar com prevenção e, assim, diminuir o número de atendimentos de complicações e urgências de odontologia.