Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/08/13 às 14h32 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Programa Margarida atende vítimas de violência

COMPARTILHAR

Em dois anos, 409 casos foram notificados

A Regional de Saúde da Asa Norte oferece, desde 2005, o Programa de Pesquisa, Assistência e Vigilância à Violência (PAV), conhecido como Programa Margarida. O objetivo é prestar atendimento e acompanhamento direto às vitimas de violência (física, sexual, psicológica, patrimonial, causada por negligência, entre outras). Em 2011 e 2012, os profissionais de saúde da Regional Norte notificaram 409 casos de violência. Dados até o dia 22 de julho de 2013 mostram 98 notificações.

O Programa Margarida é um dos 20 PAVs estrategicamente localizados nas Regionais de Saúde que pertencem à rede de proteção às pessoas em situação de violência do DF. Cada um desenvolve ações de promoção, prevenção, atendimento e vigilância/notificação em seu território.

Esses programas são coordenados pelo Núcleo de Estudos e Programas na Atenção e Vigilância em Violência – NEPAV. De acordo com dados do Sistema de Informação da SES-DF, no ano de 2012 foram notificados no DF 2.200 casos de violência doméstica, sexual e outras violências.

“A regionalização de serviços especializados qualifica o atendimento e favorece o planejamento das ações, conforme a necessidade de cada região administrativa, além de possibilitar uma maior articulação da Rede de Proteção do usuário”, declara a chefe do Núcleo de Estudos e Programas para Acidentes e Violência (NEPAV), Lucy Mary Cavalcanti Stroher.

Acolhimento e Acompanhamento

O Programa Margarida visa proporcionar cuidados às pessoas em situação de violência de forma eficaz. “Promovemos o acolhimento e acompanhamento biopsicossocial para reduzir os impactos da violência, melhorar a qualidade de vida das vítimas, oferecendo um espaço onde possam refletir sobre sua realidade, com vistas à construção de novos projetos de vida”, afirma a coordenadora do programa, a assistente social Ana Alice Meirelles.

 Os serviços prestados pelo programa são realizados de forma interdisciplinar e por uma equipe multiprofissional composta por assistente social, ginecologista, psiquiatra, psicólogos, técnica em enfermagem e técnicas administrativas. Os atendimentos são realizados a mulheres, homens, crianças, adolescentes e idosos.

“O acompanhamento continuado da vítima, por profissional de saúde especializado, favorece a concretização da Rede, minimiza a revitimização, favorece o vínculo e contribui muito para a adesão ao tratamento em situações de violência sexual”, comenta Ana Alice.

 Os pacientes têm acesso aos PAVs pelo acolhimento e, consequentemente, ao tratamento. O Programa Margarida funciona no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), de segunda à sexta-feira, de 8h às 12h e das 14h às 18h, com atendimentos pré-agendados. O acolhimento ocorre às quartas-feiras, pela manhã. Mais informações 3901-3065.

Confira a listagem dos PAVs

Patrícia Kavamoto