Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/10/15 às 13h21 - Atualizado em 30/10/18 às 15h13

Projeto da SES/DF é selecionado pelo Ministério da Saúde como experiência exitosa

COMPARTILHAR

Parceria entre os núcleos da Saúde do Idoso e da Criança desenvolveu programa que visa promover a integração de gerações

BRASÍLIA (29/10/15) – O projeto das Avós Amigas do Peito, desenvolvido, em parceria, pelos núcleos da Saúde do Idoso e da Criança da Secretaria de Saúde (SES/DF), foi selecionado pelo Ministério da Saúde na 3ª Edição do Mapeamento de Experiências Exitosas de Gestão Estadual e Municipal no campo do Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa. Desenvolvido neste ano, o projeto contou com a participação de 35 idosos da Ceilândia.

O objetivo geral é tornar os avós agentes apoiadores da amamentação e alimentação saudável, resgatando neles conhecimentos existentes e disponibilizando novas informações com vista a capacitá-los. Na reunião piloto, realizada em junho deste ano, os idosos tiveram a possibilidade de discutir o tema, expor experiências e aprender novos conceitos com facilitadores da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil.

“O projeto se justifica pelo fato de os primeiros dois anos de uma criança serem importantíssimos para seu desenvolvimento. Elas adquirem muitas habilidades e uma alimentação adequada nesta fase reflete positivamente sua vida futura. A autoestima da criança, sua relação com a família, e o surgimento de doenças crônicas têm relação estreita com a alimentação que o sujeito recebe na infância”, explica a terapeuta ocupacional, Ângela Sacramento.

Ainda segundo Ângela, os avós exercem papel fundamental no desenvolvimento da criança, por serem um dos principais agentes socializadores, após os pais. “As avós, muitas vezes, apoiam e orientam os novos pais na criação de seus filhos e muitas ainda cuidam dos netos. Porém a maioria dos idosos apresenta uma concepção errônea de alimentação saudável, o que pode interferir diretamente na amamentação e na introdução da alimentação complementar em seus netos, por isso, o projeto foi formulado no intuito de ajudá-los, disponibilizando novas informações, finalizou a terapeuta.

Nas oficinas, os avós aprendem a importância deles como agentes para promover a saúde de sua família e comunidade, divulgando informações sobre a amamentação e alimentação complementar saudável, favorecendo a criação de vínculo da comunidade com os serviços de saúde e promovendo o envelhecimento saudável e uma velhice ativa. Promover a integração entre as gerações.