Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/07/15 às 12h10 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Projeto de Musicoterapia no Hospital de Base auxilia pacientes com câncer

COMPARTILHAR

Meta é humanizar o atendimento, oferecer bem estar espiritual, psicológico, emocional e social

BRASÍLIA (24/7/15) – O Núcleo de Cuidados Paliativos do Hospital de Base está iniciando neste mês um Projeto de Musicoterapia para os pacientes com câncer que se tratam no setor. O trabalho visa humanizar o atendimento e engloba uma das exigências da Organização Mundial de Saúde, que é a busca pelo bem estar espiritual, psicológico, emocional e social.

“Eu adoro o atendimento no Cuidados Paliativos, sou muito bem tratada, é muito carinho com a gente. E esse momento musical traz um conforto. Chegamos aqui, às vezes, deprimidos e a música traz emoções que ajudam no fardo”, conta a paciente Reacilda Neres da Silva, 62 anos.

Outro paciente, Sebastião Souza, 56, também elogiou o projeto. “Sinto-me bem com a música, sinto uma alegria. Vejo que lembram da gente”, afirma Sebastião Souza, 56, paciente do HBDF.

Para o cantor Victor Santana, que se apresentou na unidade nesta semana, o trabalho é gratificante e enriquecedor e que a sua atuação é também uma retribuição à sociedade. “Vou fazer um mestrado em Música na Alemanha a partir de setembro. Consegui ajuda de muitas pessoas e isso me deixou muito feliz. Quero devolver essa benesse ao universo, às pessoas que precisam – no caso aos pacientes daqui do Hospital de Base. É uma alegria trazer um pouco de conforto emocional e espiritual para eles”, ressalta Victor.

O violonista apresentou um repertório musical de renomados artistas e compositores como Heitor Vila Lobos, Leo Brouwer e Radamés Gnattali.

OBJETIVO- O projeto visa auxiliar os pacientes que são atendidos pelo Núcleo de Cuidados Paliativos. “Os pacientes que estão em sofrimento ou passando por tratamentos de câncer precisam ser valorizados e a busca pelo bem estar emocional, psicológico e social é de vital importância. Por isso, estamos iniciando esse trabalho no Hospital de Base, para completar o atendimento dos pacientes”, explica a médica do projeto, Patrícia Ribeiro Silva.

O Núcleo de Cuidados Paliativos do HBDF é exigência do Ministério da Saúde, que diz ser preciso um tratamento desse tipo em todos os hospital com pacientes oncológicos. No DF, além do Base, os hospitais da Criança e de Apoio também contam com o programa.

A assistência é multiprofissional, conta com médicos, enfermeiros, psicóloga, assistente social, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, acupunturiatra, técnicos de enfermagem e nutricionista. Além disso, há equipes de voluntários que também são considerados membros da equipe e ajudam pacientes e familiares.