Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/12/14 às 19h07 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Salas de vacina funcionam no almoço durante esta semana

COMPARTILHAR

O objetivo é ampliar o horário do serviço na última semana da campanha 

BRASÍLIA (8/12/14) – As salas de vacina vão funcionar de forma ininterrupta esta semana para tentar alcançar 95% das crianças alvo da campanha de vacinação contra a pólio e o sarampo, que termina na próxima sexta-feira (12). O objetivo é ampliar o horário de acesso para que os pais possam imunizar seus filhos contra as respectivas doenças.

Os responsáveis e acompanhantes das crianças vão contar com 105 salas de vacina, nos centros de saúde de todas as regionais do DF, funcionando das 08h às 17horas. Devem ser vacinados meninos e meninas com menos de 5 anos e a partir dos seis meses no caso da pólio e, de um ano, no caso do sarampo.

A chefe do Núcleo de Imunização da Secretaria da Saúde, Eudóxia Dantas, frisa que é importante aproveitar a campanha, mesmo que a criança esteja com a carteira de vacinação completa. “Quando a criança já imunizada recebe essa dose extra de vacina durante a campanha, estamos evitando a reintrodução dessas doenças já erradicadas no Brasil”, explicou.

Desde que a campanha de vacinação começou, no dia 5 de novembro, foram imunizadas 136.247 crianças contra a pólio, ou 74,8% do público alvo de um universo 182.211 meninos e meninas, e 117.238 crianças contra o sarampo, ou 73,1 % de um total de 160.462.

O último registro de sarampo no DF foi em 1999. Os últimos casos de contágio autóctone de sarampo no Brasil ocorreram em 2000 e, desde então, os casos registrados foram importados ou relacionados à importação. No caso da poliomielite, a última incidência da doença no DF é de 1987 e, no Brasil, de 1990. Em 1994, o país recebeu da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) a Certificação de Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem em seu território.

Sintomas

O sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas avermelhadas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, falar ou respirar.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.Este ano, o Brasil comemora 25 anos livres do poliovírus, responsável pela transmissão da Poliomielite. Também se celebra o 35° ano de Campanhas

Nacionais de Vacinação contra a doença.

Serviço

A imunização contra o sarampo e a poliomielite pode ser realizada nas unidades de atenção básica, de segunda a sexta-feira, das 08 às 17h. Os pais ou adultos acompanhantes devem levar a caderneta de vacinação da criança.

Abaixo, a lista dos pontos de vacinação. Os usuários da área de abrangência do Centro de Saúde nº 5 do Lago Sul devem se dirigir à Inspetoria de Saúde do local, na QI 13.

Lista dos postos de vacinação