Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/06/20 às 12h57 - Atualizado em 8/06/20 às 13h30

Saúde inaugura três salas de simulação realística no Samu

COMPARTILHAR

Elas serão utilizadas para atualizar profissionais de saúde em cenários de urgência e emergência

 

JURANA LOPES E LEANDRO CIPRIANO, DA AGÊNCIA SAÚDE

 

Fotos: Breno Esaki/Agência Saúde

Para melhorar a capacitação dos profissionais da Secretaria de Saúde, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) inaugurou, nesta segunda-feira (8), três Salas de Simulação Realística em Urgências e Emergências do Núcleo de Educação em Urgências (Nuedu), localizado no Parque de Apoio. A meta é treinar 2.060 servidores da pasta até dezembro deste ano.

 

“Todo mundo sabe a importância que o Samu tem na sociedade. Hoje, inauguramos esse centro de simulação realística com o sentimento de garantir uma melhor capacitação aos servidores e, com isso, proporcionar o melhor atendimento à população. Cada vez mais vamos valorizar o trabalho do Samu”, afirmou o secretário de Saúde, Francisco Araújo, presente na inauguração.

 

Na ocasião, o gestor acompanhou uma simulação para verificar como o processo de capacitação funcionará nesses ambientes. Cada espaço é composto por duas salas conjugadas, sendo uma de atendimento e uma de observação. Nas salas, há dois aparelhos de TV que foram doados pelo Centro Universitário Unieuro.

 

Os locais podem ser configurados para cenários intra ou extra-hospitalares, simulando um ambiente real. Elas são equipadas com câmeras e microfone para que os alunos que estão na sala de observação possam acompanhar.

 

O diretor do Samu-DF, Alexandre Garcia, explicou que o treinamento de médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e condutores ocorrem no Nuedu e, por normas preconizadas pelo Ministério da Saúde, são realizadas capacitações mensais para que esses servidores se atualizem. “Com essas salas, serão simulados atendimentos reais com objetivo de reduzir erros e garantindo a segurança de atendimento do paciente”, ressaltou.

 

Segundo a chefe do Nuedu, Letícea Moraes, as capacitações nessas salas irão qualificar profissionais de saúde dos serviços de urgência/emergência, indo além dos servidores do Samu. “Serão qualificados para serviços pré-hospitalares, componentes fixos e móveis, das atenções básica e secundária, dos serviços especializados de alta complexidade e reabilitação, aplicando as orientações internacionais e os Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas preconizados pelo Ministério da Saúde nos treinamentos”, esclareceu.

 

SIMULAÇÃO – A simulação realística consiste no treinamento de equipes em situações vivenciadas no dia a dia do profissional, de forma a tornar a aprendizagem mais prática e significativa.

 

Na sala de observação é realizada a transmissão da simulação do caso clínico e o controle dos dados do paciente pelo instrutor, conforme a equipe de atendimento realiza as ações esperadas para a condução do caso clínico.

 

Após o término da simulação, os participantes fazem a discussão do caso clínico simulado associando teoria e prática. O objetivo é desenvolver competências cognitivas, habilidades/competências clínicas atitudinais e psicomotoras para o atendimento das urgências e emergências por meio da simulação realística nos cursos de: Suporte Básico de Vida (SBV); Suporte Avançado de Vida (SAV); Suporte Avançado de Vida em Pediatria (SAP); além das Linhas de Cuidado do Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) e Acidente Vascular Cerebral (AVC). De acordo com Alexandre Garcia, o Nuedu deverá retornar as atividades de capacitação em agosto, obedecendo as normas do distanciamento social.

 

Também participaram da inauguração das salas o diretor do Complexo Regulador do DF, Petrus Sanchez, o diretor-presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), Sérgio Costa, e o deputado distrital Jorge Vianna.

Leia também...