Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/06/21 às 19h32 - Atualizado em 2/06/21 às 9h39

Saúde inaugura dois espaços exclusivos para mães nutrizes no Hospital de Taguatinga

COMPARTILHAR

Objetivo é deixar as mães mais próximas de seus filhos internados na UTI neonatal

 

JURANA LOPES, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

As mães de recém-nascidos internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) agora terão mais privacidade, conforto e acolhimento durante o período de internação de seus filhos. Nesta terça-feira (1°/6), foram inaugurados dois espaços destinados a essas mães. Trata-se do Alojamento da Mãe Nutriz e do Espaço de Convivência Nutriz Canguru.

 

Os espaços foram inaugurados sob a coordenação do projeto Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), com o objetivo de acolher mães de bebês prematuros extremos, prematuros ou baixo peso que estão internados na UTI neonatal e nas enfermarias Canguru.

 

HRT ganha espaços exclusivos para mães – Foto: Geovanna Albuquerque  / Agência Saúde DF

 

“Qual a mãe que não quer o bem de seu filho? A proximidade dessas mães com esses bebês internados na UTI neonatal trará todo o conforto e amor, ainda mais com essas mães próximas, nestes alojamentos. Queremos que todas retornem para seus lares com seus filhos felizes e saudáveis”, destacou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, na cerimônia de inauguração dos espaços.

 

Na avaliação do gestor, essa é uma iniciativa brilhante, pois as mães terão atividades especiais enquanto estiverem acompanhando seus filhos internados, com humanização e acolhimento, resultando em melhores condições para mães e filhos.

 

“É um imenso prazer inaugurar esses dois espaços, pois nosso objetivo é unir mãe e filho, em um único binômio. Propiciando acolhimento e humanização”, explica a diretora do HRT, Karina Torres.

 

HRT ganha espaços exclusivos para mães – Foto: Geovanna Albuquerque  / Agência Saúde DF

 

Os espaços foram pensados para que essas mães nutrizes possam ser alocadas de forma adequada e humanizada pois, muitas vezes, passam meses acompanhando seus bebês internados. Além disso, com a pandemia da Covid-19, essas mães passaram ainda mais tempo isoladas de seus familiares.

 

O superintendente da Região de Saúde Sudoeste, Luciano Gomes de Almeida, explica que a inauguração dos espaços é um projeto de extrema importância que estava parado. “Desde que assumimos a gestão, temos buscado soluções para todas as áreas, tendo em vista que a Região Sudoeste é bem grande e o HRT é um hospital gigante e com grande número de especialidades”, relatou o superintendente.

 

Homenagens

 

O Alojamento da Mãe Nutriz recebeu o nome da pediatra Sônia Salviano, iniciante do projeto Mãe Nutriz, o qual alcançou o título Hospital Amigo da Criança em 1994. Sônia abraçou a causa do aleitamento materno no HRT e no DF. O alojamento vai funcionar 24 horas. É um espaço próximo à UTI neonatal, que vai abrigar oito dormitórios, além de possuir dois banheiros, proporcionando maior conforto e privacidade para as mães.

 

HRT ganha espaços exclusivos para mães – Foto: Geovanna Albuquerque  / Agência Saúde DF

 

O Espaço de Convivência Nutriz Canguru foi batizado com o nome da técnica de enfermagem Jucinéia Valente, que além da rotina do setor, dedicou seu trabalho a iniciar a organização das mães nutrizes, desde a confecção das roupas para o Método Canguru. É um ambiente criado para servir de refeitório e para o momento das práticas integrativas. As mães nutrizes poderão utilizar o espaço para leitura, produção de artesanato, etc.

 

“A importância maior desses espaços é a permanência da mãe junto do bebê 24h por dia. Não existe nada mais angustiante para uma mãe ter um bebê com a necessidade de um tratamento e ter que ir embora para casa e deixar seu filho no hospital. Ela presente pode acolher, tocar em seu filho e ordenhar seu leite para a recuperação de seu bebê”, explicou Sônia Salviano, idealizadora do projeto Mãe Nutriz.

 

De acordo com a pediatra, o leite materno é específico para o filho. Por isso, a mãe de um bebê prematuro tem um leite com mais defesas e que duram mais tempo. “É um leite diferente, que ajuda na produção do colostro e dura cerca de 28 dias, que é para ajudar na resistência e recuperação. A mãe presente ajuda o filho a se recuperar e receber alta mais cedo”, ressaltou.

 

HRT ganha espaços exclusivos para mães – Foto: Geovanna Albuquerque  / Agência Saúde DF

 

Lidiane Barbosa e Jennifer Marcelino são mães de bebês prematuros internados na UTI Neonatal do HRT e estão ocupando o Alojamento da Mãe Nutriz. Elas ficaram felizes com os espaços.

 

“Minha filha está internada há três meses e o bom é que agora teremos mais privacidade. Antes a gente ficava lá embaixo nas enfermarias, tinha que se deslocar toda hora para vir até a UTI. Com esse espaço estamos ao lado da UTI neonatal e temos mais conforto, tranquilidade e privacidade”, observou Lidiane.

Leia também...