Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/06/13 às 21h50 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

Saúde oferece 100 vagas para médicos temporários

COMPARTILHAR

Candidatos devem entregar currículos a partir do dia 10


A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) publicou no Diário Oficial do DF desta quarta-feira (5), processo seletivo para contratação temporária de 60 médicos na especialidade de pediatra e 40 especialistas em neonatologia, por um período de seis meses, com possibilidade de prorrogação por igual período.

O salário de um médico temporário para uma jornada de 20 horas semanais é de R$ 10.412,00 e de R$ 20.824,00 para 40 horas.

Segundo o chefe da Gerência de Planejamento Seleção e Provimento (Gepsp) da Secretaria de Saúde, André Medeiros, a seleção será realizada por meio de análise de currículos que deverão ser entregues na Gepsp, situada no subsolo da SES/DF, no período de 10 a 14 de junho, das 9h às 17h.

Das atribuições do médico de neonatologia constam: planejar, organizar, coordenar, supervisionar, avaliar e executar atividades relacionadas ao atendimento a pacientes, estabelecendo diagnóstico, conduta terapêutica, clínica e/ou cirúrgica, observando o contido no Código de Ética Médica; realizar atividades técnico-administrativas que se fizerem necessárias para a eficiência e eficácia das ações que visam o tratamento médico e a proteção da saúde individual e coletiva; participar de programas de treinamento; executar outras atividades de interesse da área.

O médico neonatologista deve ser capaz de realizar atendimento ao recém-nascido em unidades de terapia intensiva neonatal, unidades de cuidados intermediários neonatais, convencional ou canguru, alojamento conjunto e em sala de parto.

As atribuições do pediatria incluem planejar, organizar, coordenar, supervisionar, avaliar e executar atividades relacionadas ao atendimento a pacientes, estabelecendo diagnóstico, conduta terapêutica, clínica e/ou cirúrgica, observando o contido no Código de Ética Médica; realizar atividades técnico-administrativas que se fizerem necessárias para a eficiência e eficácia das ações que visam o tratamento médico e a proteção da saúde individual e coletiva; participar de programas de treinamento; executar outras atividades de interesse da área. O médico deve ser capaz de realizar atendimento em serviços de emergência pediátrica e unidades de internação pediátrica.

Júlio Duarte