Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/05/15 às 10h59 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Saúde participa da campanha “Maio Amarelo”

COMPARTILHAR

Movimento discute os acidentes de trânsito no mundo

BRASÍLIA (26/5/2015) – Iniciado no ano passado, o movimento internacional “Maio Amarelo” quer levantar a discussão entre Poder Público e a sociedade civil sobre os acidentes de trânsito. Mais do que chamar a atenção da sociedade sobre os altos índices de mortos e feridos no trânsito do Brasil e do mundo, a intenção é mobilizar órgãos de governos, empresas e sociedade civil para discutir o tema e participar das ações de conscientização.

Em 2014, no primeiro ano da ação, a campanha conseguiu grande visibilidade nos veículos de comunicação, nas redes sociais e várias parcerias com órgãos e empresas.

O mês de maio foi o escolhido, pois em 11 de maio de 2011 a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou a “Década de Ação pela Segurança no Trânsito” e pediu uma força tarefa junto aos países membros dessa entidade para trabalharem juntos, até 2020, com tema sobre o transito e suas conseqüências, que engloba saúde, educação e transportes.

O Centro Distrital de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest/DF) e o Núcleo de Prevenção de Acidentes (Nupaci) da Secretaria de Saúde do DF, em parceria com outros órgãos, participaram na semana passada de dois eventos em alusão ao movimento. Na quarta-feira (20) as equipes participaram do “Comando de Saúde nas Rodovias: Especial Maio Amarelo”, onde os caminhoneiros que passavam pela BR-080, na altura do km 13, receberam atendimento médico e orientações sobre hábitos saudáveis.

Já na sexta-feira (22) a SES participou de uma mesa de debates sobre os riscos de acidentes e conseqüências para saúde e prevenção de acidentes no trânsito para motofretistas. O evento aconteceu no Núcleo Bandeirante.

“Nos últimos cinco anos o DF conseguiu diminuir em 25% o número de mortes no trânsito. A meta para 2020 é que haja uma redução de 50%. Por isso é importante que a gente consiga atingir a estes motoristas profissionais, que geralmente trabalham sob estresse, pois possuem um tempo curto para efetuar suas entregas, e com isso acabam descuidando da sua saúde. Então é importante que eles sejam orientados quanto á alimentação saudável, práticas de atividades físicas e que compreendam a importância de exames periódicos. Durante a ação para os caminhoneiros vários estavam com pressão alta e dois tiveram que ser removidos pelo Samu para hospitais, um por estar com alta taxa de glicose e o outro com a pressão muito elevada”, disse a chefe do Nupaci, Janilce Guedes.

No próximo domingo (31), ás 8:30h haverá uma corrida para celebrar o movimento, na altura da 107/207 Norte, para os profissionais que trabalham com trânsito. Quem quiser pode comparecer no evento para prestigiar e para receber orientações sobre prevenção de acidentes de trânsito e os riscos à saúde causados pelos acidentes.

SÍMBOLO – O laço escolhido é o mesmo que representa a conscientização no combate ao câncer de mama, de próstata e ao vírus do HIV. A escolha propositada do laço como símbolo vai ao encontro com a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar as cautelas e prudência hábeis a poupá-lo de ser uma vítima.

VISTA ESSA IDEIA – No dia 27, quarta-feira, todos os servidores do GDF deverão usar uma peça de roupa visível amarela, tirar uma foto com a equipe e encaminhar para o e-mail nupacedf@gmail.com. O núcleo encaminhará as fotos para o site oficial do Movimento: www.maioamarelo.com.