Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/05/20 às 11h47 - Atualizado em 29/05/20 às 23h24

900 profissionais temporários serão contratados para a rede

COMPARTILHAR

Contratação abrangerá várias áreas como médicos, enfermeiros e especialistas

 

DA AGÊNCIA SAÚDE*

 

Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Um edital para seleção de 900 profissionais temporários para a Secretaria de Saúde será lançado nos próximos dias. Será formado cadastro reserva dos aprovados para atuar no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. A contratação temporária será por um período de até seis meses. A autorização para realização do processo seletivo simplificado foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta quarta-feira (27).

 

De acordo com a subsecretária de Gestão de Pessoas da Secretaria de Saúde, Silene Almeida, a medida é um reforço temporário no enfrentamento da Covid 19. “Servirá para ajudar no quadro de pessoal neste momento de pandemia como também para os casos necessários de substituição daqueles profissionais afastados temporariamente de suas atividades”, detalha.

 

O planejamento, segundo a subsecretária, está sendo finalizado. Nele, há previsão de seleção de 140 médicos, 150 enfermeiros, 80 especialistas e 530 técnicos em saúde. “Assim que toda a parte de instrução processual for finalizada, divulgaremos a data e publicaremos o edital”, acrescenta.

 

Ela lembra que outras medidas já foram tomadas dentro do planejamento para enfrentamento da Covid 19. “Ampliamos cargas horárias dos servidores nos setores mais críticos, fazemos movimentações provisórias de uma unidade com menor demanda para outras mais sobrecarregadas”, detalha. “Mas essa autorização é fundamental para assegurar um reforço maior e mais seguro das equipes”, completa.

 

NOMEAÇÕES – Ontem, o governo também nomeou mais servidores efetivos na Secretaria de Saúde. Aprovados em concurso realizado em 2018, 64 profissionais foram convocados para integrar a comunidade de saúde pública do DF.

 

Entre as convocações estão 51 médicos e 13 enfermeiros. O novo reforço médico, de acordo com a gestão de pessoas da saúde, será destinado às áreas específicas de pneumologia, ortopedia, traumatologia, pediatria, e ainda para atuação nas unidades de pronto-socorro e UTIs.

 

*Com informações da Agência Brasília