Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/11/19 às 15h19 - Atualizado em 12/11/19 às 16h01

Saúde realiza ação contra arritmias cardíacas e morte súbita na Rodoviária do Plano Piloto

COMPARTILHAR

Campanha ‘Coração na batida certa’ alerta para o problema e ensina cuidados com o órgão

 

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal realizou, nesta terça-feira (12), na Rodoviária do Plano Piloto, a ação Coração na batida certa. Teve o objetivo de conscientizar a população sobre como prevenir, tratar as arritmias e ensinar sobre os cuidados e a importância do socorro imediato para evitar a morte súbita. A iniciativa foi desenvolvida em sintonia com a Campanha Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita.

 

“A iniciativa visa a falar sobre as arritmias cardíacas, que são alterações nos batimentos do coração. É muito importante conscientizar a população para o fato de a arritmia cardíaca ter diagnóstico, tratamento e cura. Infelizmente, algumas vezes, o primeiro sintoma da arritmia cardíaca pode ser uma morte súbita. Ensinar o leigo sobre o que fazer no caso de uma parada cardíaca é muito importante”, destaca a médica cardiologista e arritmologista, Edna Marques.

 

O evento Coração na batida certa também teve a participação da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os profissionais ensinaram para leigos, no Dia da Reanimação Cardiopulmonar, com muita animação, a abordagem correta em caso de parada cardiorrespiratória.

 

“O Dia da Reanimação Cardiopulmonar ocorre no mundo inteiro e instrui o leigo sobre a importância da reanimação cardiopulmonar, por meio da compressão cardíaca. Quando o mal súbito ocorre, geralmente é o leigo que está por perto e ele tem de saber fazer esse socorro”, alerta a enfermeira do Samu, Mônica Libardi.

 

PREVENÇÃO – Durante toda a manhã, a Secretaria de Saúde disponibilizou os serviços de aferição da pressão arterial e do pulso, orientações sobre os fatores de riscos para as arritmias e fez encaminhamentos para consultas com especialistas.

 

Foto: Divulgação/Saúde-DF

“É importante esclarecer a população sobre as categorias de risco e conscientizar para os hábitos de vida mais saudáveis. Ao mesmo tempo em que a população está sendo orientada, estamos verificando os sintomas de arritmia cardíaca e ensinando as manobras de reanimação cardiorrespiratória. Em momentos de desespero, esse conhecimento pode salvar vidas”, reforça o subsecretario de Atenção Integral à Saúde, Ricardo Tavares.

 

As pessoas que passavam pela rodoviária do Plano Piloto se sentiram motivadas com a iniciativa. Além de aprender sobre os cuidados com o coração, souberam da importância de procurar o cardiologista e que o tratamento, quando necessário, está disponível na rede pública de saúde do DF.

 

“Uma ação como esta é muito importante para nós, leigos. É um alerta e uma forma de ensinar prevenção para a sociedade. Com este alerta, vou cuidar mais da minha saúde, fazendo atividades físicas, verificando a pressão e mantendo uma vida mais saudável”, ressalta a aposentada Iranete Maria Braga, 64 anos.

 

A cuidadora de idosos e cardíaca, Eliane Barreto, 42 anos, fez questão de participar da oficina de reanimação cardiorrespiratória para leigos. Para ela, essas informações fazem a diferença entre a vida e a morte.

 

“Com esse conhecimento, podemos salvar vidas. Eu aprendi que tem de fazer a massagem cardíaca, no ritmo certo até o socorro chegar. Todos nós precisamos dessa noção técnica, pois, na hora da necessidade, podemos salvar uma vida”.

 

 

Nivania Ramos, da Agência Saúde

Fotos: Isabelle Araújo/Saúde-DF

Arte: Érick Alves/Saúde-DF

 

Leia também...