Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/11/13 às 18h25 - Atualizado em 30/10/18 às 15h09

Secretário de Saúde recebe 33 profissionais cubanos do Mais Médicos

COMPARTILHAR

Cobertura da Atenção Primária vai aumentar 20% no DF

Os 33 médicos cubanos do Programa Mais Médicos foram recebidos nesta sexta-feira (01), pelo secretário de Saúde do DF, Rafael Barbosa, nas novas instalações da Subsecretaria de Vigilância à Saúde (SVS). No dia 11, esses profissionais iniciarão os atendimentos à comunidade em 11 cidades, o que permitirá a ampliação da cobertura da atenção básica no Distrito Federal.

“É com muita alegria que recebo vocês. Em nome do Governo do Distrito Federal, quero que se sintam em casa. Tenho certeza de que esse trabalho vai se refletir muito em breve na melhoria da qualidade de vida do povo brasileiro, em especial do DF”, afirmou Rafael Barbosa.

O secretário lembrou o esforço desta gestão para mudar o modelo assistencial que privilegia a Atenção Primária. “Quando assumimos o governo, a cobertura da Atenção Primária atingia 10%, ou seja, 10% da população era assistida pelo médico de família. Com a vinda de vocês, alcançaremos 30%”, comentou.

A subsecretária de Atenção Primária à Saúde, Rosalina Sudo, disse que as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do DF precisam do reforço desses novos médicos. “Estamos bastante ansiosos por recebê-los. Vamos nos empenhar para que a estadia de vocês em Brasília seja a mais tranquila possível e a integração com a equipe de trabalho seja equilibrada”, declarou.

Durante toda esta sexta-feira (1º), os novos profissionais recebem informações sobre as áreas que compõem a Vigilância à Saúde (Ambiental, Epidemiológica e Sanitária) e o calendário de vacinação.

De terça-feira (29) à quinta-feira (31), foram discutidos assuntos como Política Nacional de Atenção Básica (PNAB), a história da SES/DF, protocolos clínicos da criança, da mulher, do idoso, do hipertenso, asma, saúde mental, entre outros. Na próxima semana, os médicos continuam o treinamento nas Regionais de Saúde para conhecer a realidade local, conforme a lotação de cada um.

Os 33 médicos cubanos atuarão nas Regionais de Saúde de Brazlândia (2), Ceilândia (12), Samambaia (3), Recanto das Emas (2), Gama (3), Santa Maria (1), São Sebastião (2), Planaltina (1), Sobradinho (2), Taguatinga (2) e Estrutural (3). Oito deles vão compor equipes já implantadas e 25 integrarão novos serviços de Saúde da Família.

Nascido em Holguín, ao norte de Cuba, o médico Jorge Alberto Mederos Avila é graduado desde 1995, pelo Instituto Superior de Ciências Médicas Santiago de Cuba e mestre em Atenção Integral à Mulher em 2001, além de professor assistente da Universidade de Ciências Médicas de Havana. “Trabalhei em Belo Horizonte durante um mês e não tive dificuldades. Estou com muitas expectativas e disposto a trabalhar. Desde que chegamos à Brasília, fomos assessorados pela Secretaria de Saúde do DF”, contou.

Patrícia Kavamoto