Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/12/19 às 15h21 - Atualizado em 10/12/19 às 15h34

Secretário de Saúde participa de congresso sobre uso racional de medicamentos

COMPARTILHAR

Osnei Okumoto detalhou os trabalhos na pasta nesse setor

 

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, participou da abertura do VII Congresso Brasileiro sobre o Uso Racional de Medicamentos, nesta terça-feira (10), evento que contou com mais de mil inscritos. Na ocasião, o secretário detalhou os trabalhos da pasta para a formação de profissionais de saúde que atuam com a dispensação de remédios.

 

“Somos a única Secretária de Saúde que tem uma universidade dentro dos seus domínios. Temos cursos de medicina, de enfermagem e uma escola técnica também. São oferecidas 1,5 mil vagas de residências para profissionais de saúde, sendo que 584 são para categorias multiprofissionais, na qual também estão inseridos os farmacêuticos”, informou o secretário.

 

Além disso, lembrou que 80 servidores de assistência farmacêutica estão matriculados na qualificação para Atenção Primária, em uma iniciativa em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). “Isso é muito importante para oferecer aos nossos farmacêuticos uma condição melhor na educação permanente”, destacou Okumoto, que também representou o Conselho Nacional do Secretários de Saúde (Conass).

 

CERTIFICAÇÃO – O secretário também parabenizou os farmacêuticos da Secretaria de Saúde do DF que receberam a certificação do Projeto de Implantação da Rede de Apoio à Assistência Farmacêutica do Sistema Único de Saúde (SUS). O foco foi na implantação do cuidado farmacêutico e do uso racional de medicamentos no tratamento da artrite reumatoide.

 

Desde o início do projeto, cerca de 170 pacientes com artrite reumatoide no DF já foram atendidos neste serviço. Ao todo, foram feitas 358 consultas farmacêuticas.

 

“Deixo aqui meus parabéns a todos os farmacêuticos do DF por mais essa conquista. Vocês fazem um trabalho brilhante”, elogiou.

 

CONSÓRCIO – Okumoto destacou no seu discurso os trabalhos do Consórcio Brasil Central, do qual é coordenador pela Secretaria de Saúde. O objetivo da autarquia é promover o desenvolvimento econômico e social por meio de planejamento estratégico de ações continuadas em diferentes frentes. Entre elas, a aquisição de medicamentos.

 

“Desde quando foi assinado o consórcio, pela primeira vez estamos conseguindo, de forma rápida, a aquisição de medicamentos do componente especializado. Em 40 dias, conseguimos lançar dois editais. Inicialmente, seriam 106 medicamentos. Mas queremos chegar, até o final do ano que vem, com a aquisição de mil medicamentos”, garantiu o secretário.

 

A autarquia pública é composta pelo Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins. Foi criada em 3 de julho de 2015, durante o Fórum dos Governadores do Brasil Central.

 

PROGRAMAÇÃO – O Congresso terá três dias de atividades, entre cursos, oficinas, palestras, mesas redondas, painéis, além de atividades interativas, os quais contarão com a contribuição de personalidades marcantes, tanto a nível nacional como internacional.

 

Os principais eixos abordados serão medicalização da sociedade, resistência antimicrobiana, segurança do paciente e assimetrias de acesso no uso racional de medicamentos.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Edgar Marra/Divulgação