Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/11/17 às 18h32 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Selo chancelará qualidade de atendimento para adolescentes

COMPARTILHAR

Certificação será concedida pelo Fundo de População das Nações Unidas

BRASÍLIA (9/11/17) – Um selo de qualidade indicará as áreas da saúde pública de Brasília que se destacarem no atendimento à população adolescente. O selo será concedido pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), que fará a avaliação. Os setores e serviços que tiverem o padrão de qualidade exigido ganharão o selo Chega Mais – Selo de Qualidade de Serviços para Adolescentes.

O selo foi lançado nesta quinta-feira (9), em solenidade no auditório da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs). De acordo com o representante da UNFPA, Jaime Nadal, o selo será uma certificação das Nações Unidas para a qualidade do serviço, o que ajudará a alavancar a boa prestação de atendimento à população adolescente.

Temos hoje, em escala global, a maior população adolescente da história da humanidade”, explicou. “Para hoje conseguirmos alcançar a resolução dos problemas sociais, o sucesso das políticas inclusivas, temos que resolver os problemas de saúde dessa população.”

Na avaliação da subsecretária de Atenção Integral à Saúde, Marta Vieira, o aumento da atenção às crianças, adolescentes e à juventude está diretamente relacionado à mudança no modelo para a Atenção Primária, que passa a adotar a Estratégia Saúde da Família. “Com a atenção primária ganhando força, ganha força o atendimento ao adolescente”, comentou.

Para a coordenadora substituta de Saúde do Adolescente do Ministério da Saúde, Juliana Resende, a garantia do atendimento à saúde do adolescente é hoje um dos maiores desafios do governo. O selo criará um padrão a ser seguido que, iniciado pelo Distrito Federal, deverá ser replicado em outros estados.

Representante dos adolescentes, a estudante da rede pública Sara Thawane Martins do Prado saudou a criação do selo. “Espero que seja o começo de uma caminhada”, disse ela. “Estudo em uma escola pública e quando eu vejo a quantidade de meninas que estão grávidas, é chocante. É importante que os adolescentes todos tenham a garantia do bom atendimento e todo apoio.”

“O selo representa um avanço. É um grande marco”, comentou o secretário de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude do Distrito Federal, Aurélio Araújo. O Governo do Distrito Federal é o único que tem uma secretaria especialmente voltada para a infância e a adolescência. “Se queremos quebrar o ciclo da pobreza, precisamos atacar os problemas que estão diretamente ligados à saúde do adolescente.

FORÇA IMPORTANTE – Para a primeira-dama e colaboradora do Governo de Brasília, Márcia Rollemberg, o selo que será concedido pela UNFPA agregará uma força importante no esforço que vem sendo feito, com programas como o Criança Candanga e outras iniciativas. “O selo irá alavancar processos muito importantes”, acredita ela.

Antes de assinar o convênio que cria e estabelece o selo Chega Mais, o secretário de Saúde, Humberto Fonseca, destacou a importância dessa certificação que, na sua avaliação, dará ainda mais força à mudança que acontece na Atenção Primária com a adoção da Estratégia Saúde da Família. “Não tem nada que irá nos segurar para não fazer a mudança para Saúde da Família”, avisou. “Se temos, como destacou o secretário Jaime Nadal, a maior população adolescente de todos os tempos, temos que ter a Atenção Primária totalmente engajada nesse processo”, continuou. “O investimento que estamos fazendo em Saúde da Família irá reverter em favor de nossas crianças e adolescentes.”

Confira a galeria de fotos

Leia também...