Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/04/13 às 14h28 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Simpósio debate o TDAH

COMPARTILHAR

Identificar, diagnosticar o problema corretamente e mais rapidamente

O Centro de Orientação Médico Psicopedagógica – (Compp) em parceria com a ABENEPI-DF realizam o Simpósio sobre Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), nesta quarta-feira (17). O evento acontecerá no grande auditório da FEPECS, das 19h às 21h30. A finalidade é orientar esses profissionais para identificar, diagnosticar o problema corretamente e mais rapidamente. As palestras serão destinadas a todos os profissionais da área como, pediatras, neuropediatras, psiquiatras infantis, psicólogos, pedagogos, psicopedagogos, professores, fonoaudiólogos, entre outros.

A neurologista da infância e adolescência do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib/Compp) e presidente da ABENEPI-DF, Denize Bomfim Souza, destaca que o TDAH atrapalha o aprendizado. “De acordo com a Associação Brasileira de Déficit de Atenção (ABDA), o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece logo na infância e frequentemente acompanha o indivíduo por toda a vida. Desta forma, ele se caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade. Com disso, ocasiona desde dificuldade de aprendizado, baixo rendimento escolar, dificuldade nas relações sociais e baixa autoestima”.

Para Denise, é preciso que as pessoas tenham mais atenção e procurem um especialista. “Essas crianças e adolescentes são, na maioria das vezes, encaminhados pelos pais e professores para um acompanhamento especializado, tendo um papel fundamental na identificação de dificuldades de aprendizagem e, principalmente, no tratamento”, ressalta.

Segundo pesquisa da ANVISA-MS, atualmente o maior número de psicoestimulantes prescritos no país preocupa os especialistas e a sociedade. “Este dado da pesquisa requer esclarecimentos à sociedade. Por isso, a importância de se realizar eventos que envolvam a educação continuada por meio de fóruns e simpósios. O paciente e seus familiares, e os profissionais, têm o direito de adquirir mais informações sobre o que é o TDAH”, acrescenta.  

O presidente da ABENEPI Nacional, Christovão Xavier, e o professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB), Carlos Aucélio Nogueira, irão ministrar as palestras. As inscrições serão realizadas no local e a taxa de inscrição será de duas revistas em quadrinhos para os pacientes do COMPP-SES/DF. Além disso, serão entregues certificados a todos os participantes.

Jaqueline Chaves