Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/04/15 às 20h45 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Vigilantes ambientais da Funasa continuam com atividades até 2018

COMPARTILHAR

Assinado Termo Aditivo de Compromisso de Ajustamento de Conduta

BRASÍLIA (1/4/15) – Cerca de 120 agentes de vigilância ambiental cedidos da Funasa para a Secretaria de Saúde poderão continuar no trabalho de combate a endemias e zoonoses no DF. O Termo Aditivo de Compromisso de Ajustamento de Conduta entre a pasta e o Ministério Público Federal foi assinado nesta quarta-feira (1) pelo secretário João Batista de Sousa e tem validade até novembro de 2018.

“Quando você compara os dados de incidência de dengue que tivemos em 2014 com este ano, a gente tem uma redução importante e significativa. Estamos na 12ª semana e com menos 47% de incidência de dengue. Isso se deve, certamente, ao trabalho de vocês, somado a outros que compõem essa grande ação que tem sido levada à sério e obtido sucesso”, destacou o secretário de Saúde, diante dos agentes de vigilância ambiental.

O subsecretário de Vigilância à Saúde, José Carlos Valença, frisou que somando-se os esforços dos servidores da Funasa e os da Secretaria de Saúde tem-se uma força importante no controle às endeminas no DF. “Precisamos estar sempre atentos não somente à questão da dengue e da chikungunya, mas também de outras endemias que podem trazer riscos à saúde”, destacou.

Conforme lembrou o procurador geral do DF, Ernani Teixeira de Sousa, a cessão desses profissionais para Brasília é de suma importância diante da deficiência do quadro efetivo da secretaria. “Isso teve um peso em nossa decisão em orientar o secretário na assinatura desse termo aditivo. Esperamos que todos trabalhem nesse combate às endemias”, observou.

POSITIVO- A assinatura foi comemorada por sindicatos da área de saúde. “Estávamos desde 31 de dezembro passado esperando a renovação desse termo e graças ao emprenho da Secretaria de Saúde isso se tornou realidade hoje”, disse a diretora do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Previdência e Assistência Social no DF (Sindiprev), Selma da Silva Melo.

Mesmo sentimento demonstrou o diretor do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no DF (Sindisep), César Henrique Leite. “A população do DF ganha com essa ação porque são 120 servidores que estão no combate a endemias e foram capacitados por 20 anos para isso. Agora, graças a essa assinatura, eles vão permanecer nesse combate”, disse, reforçando que a dengue pode aumentar quando se diminui efetivo.