Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/02/18 às 10h05 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

UBS 2 do Recanto das Emas combate obesidade de crianças e adultos

COMPARTILHAR

tag30

Pacientes são acompanhados por 8 meses e incentivados a cultivar hábitos saudáveis

BRASÍLIA (5/2/2018) – Com apenas 11 anos de idade, Milena Alves teve que passar por um processo de reeducação alimentar para combater a obesidade. Após acompanhamento pelo Programa de Obesidade Embora (Probem), na Unidade Básica de Saúde 2 do Recanto das Emas, a garota conseguiu eliminar oito quilos em apenas seis meses. Ela, que chegou a pesar 37,9 quilos, hoje tem o peso ideal para sua idade – em torno de 29,9 quilos.

Na casa de Milena, não era apenas a menina que estava acima do peso. A mãe, Juciene Pereira Lacerda, que chegou a pesar 73,9 quilos, hoje mostra na balança um número bem menor: 64,1 quilos, quase 10 a menos após ingressar com a filha no programa.

“Foi a própria Milena que não estava se sentido bem com o peso dela. Um dia ela começou a chorar e falou sobre o assunto. Com isso, iniciamos o tratamento juntas”, contou a mãe, que teve o índice de massa corporal (IMC) reduzido de 30,2 para 26,3, ou seja, ela saiu de um quadro de obesidade para um leve sobrepeso.

A nutricionista do Probem, Raquel Cota, que acompanha Milena e Juciene, conta que o programa existe desde 2012. Inicialmente só atendia ao público adulto. Para ter acesso ao programa, o interessado deve se dirigir à UBS. Aproximadamente 700 pessoas já passaram pelo Probem desde 2012.

Em 2015, foi iniciado o atendimento ao público infantil e adolescente, na faixa etária a partir dos cinco anos aos 14 anos de idade. O programa foi premiado em terceiro lugar pelo Inova SUS, em dezembro de 2017.

FOTO BAIXA 2 SAUDE DA FAMILIA PROBEM

No caso dos adultos, o foco do Probem são indivíduos com Índice de Massa Corpórea (IMC) acima de 30, que podem estar enquadrados em obesidade grau um, dois ou três. Já as crianças atendidas são classificadas nas categorias: peso elevado para a idade (sobrepeso) ou peso muito elevado para a idade (obesidade). Para isso, é feito um cálculo individualizado segundo peso, altura e idade da criança, já que o IMC saudável é variável nesta idade.

“O atendimento é feito por equipe multidisciplinar composta por nutricionista, educador físico, enfermeiro, técnico de enfermagem, psicólogo e médico da família. São oito meses de tratamento e, após esse período, o paciente continua sendo avaliado pelo médico em consultas comuns”, explicou Raquel.

Para realizar o trabalho, o consultório conta com um aparelho de bioimpedância que mede a quantidade de gordura corporal e massa magra, bem como balança antropométrica para medir peso e altura. Os encontros ocorrem uma vez por mês. Cada reunião tem duração de quatro horas.

FOTO BAIXA 1 SAUDE DA FAMILIA PROBEM

“Ao final dos oito meses, as crianças e adultos que obtiverem os melhores resultados são premiados com objetos como bicicletas e tênis, itens que incentivam a pratica de esporte e a vida saudável. A obesidade pode causar doenças cardiovasculares, como hipertensão, diabetes, e problemas psicológicos, por isso, o tratamento é indispensável”, concluiu a nutricionista.

Leia mais sobre Saúde da Família no site Brasília Saudável

Confira a galeria de fotos.