Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/02/20 às 17h20 - Atualizado em 10/02/20 às 17h34

UBSs de Ceilândia realizam ações de prevenção no pré-Carnaval

COMPARTILHAR

Profissionais de saúde realizaram orientações sobre doenças e cuidados durante a festividade

 

Devido à proximidade do início das festas de Carnaval, profissionais de duas unidades básicas de Saúde (UBS) de Ceilândia realizaram atividades educativas em pontos da cidade. Uma equipe da UBS nº 10, composta por enfermeiro, médico, dentistas, técnicos de higiene dental e agentes comunitários de saúde, esteve em um supermercado da região e realizou orientações voltadas para a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis. Além disso, foram entregues panfletos educativos e distribuídos 1800 preservativos à população. “Ações como essas são importantes para a conscientização sobre os cuidados com a saúde, além de orientação de como evitar a exposição às doenças”, explica a enfermeira Pollyanna Magalhães.

 

A atividade educativa também contou com ações do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), por meio de atendimento na área de serviço social. “Esses eventos permitem que além da conscientização, ocorra uma aproximação da população com a unidade e com os profissionais que prestam atendimento àquela comunidade, fortalecendo o vínculo e a presença da SES no cotidiano das pessoas”, completa Magalhães.

 

Quem também realizou orientações para o pré-Carnaval e distribuiu preservativos foram os profissionais da UBS nº 2. Dessa vez o local escolhido foi uma estação do Metrô em Ceilândia Norte, devido à grande circulação de pessoas ali. Os servidores das equipes de saúde da família e do NASF acolheram e prestaram orientações sobre o HIV e demais infecções sexuais.

 

PREVENÇÃO – O Ministério da Saúde preconiza o uso do preservativo (masculino ou feminino) em todas as relações sexuais (orais, anais e vaginais) como o método mais eficaz para evitar a transmissão das IST, do HIV/AIDS e das hepatites virais B e C. O método serve também para evitar a gravidez. A camisinha masculina ou feminina pode ser retirada gratuitamente nas unidades básicas de saúde.

 

O SUS também disponibiliza gratuitamente exames para o diagnóstico dessas doenças, como testagem para HIV, sífilis e hepatites virais B e C, além de profilaxia pós-exposição ao HIV, imunização para HPV e hepatite B.

 

 

Texto: Percy Souza
Imagens: Divulgação

Leia também...