Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/12/16 às 20h36 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

Unidade de Fissurados do HRAN realiza festa de Natal

COMPARTILHAR

Programação foi voltada para pais e pacientes

BRASÍLIA (5/12/16) – A celebração do Natal começou cedo na Unidade de Fissurados do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). Nesta segunda-feira (5), a equipe de profissionais da ala, em parceria com voluntários, promoveu um dia inteiro de festa voltada aos pais e às crianças que recebem tratamento no hospital.

A programação prevista para a comemoração contou com lanche para os participantes, atração musical, brincadeiras, distribuição de brindes, fotos com Papai e Mamãe Noel, entre outras atividades.

A enfermeira da equipe de Fissurados do HRAN, Liliane Rios, destaca que a festividade possibilita, aos pacientes, celebrar em um momento que, às vezes, é de dor. “Temos observado que quando os pacientes e as famílias estão reunidas, eles não se sentem sós. Temos uma sociedade que ainda discrimina e marginaliza a criança fissurada, mas quando promovemos ocasiões que reúnem pessoas que têm a mesma dificuldade, elas se sentem abraçadas”, explica.

PACIENTES – A supervisora Jucivânia da Silva é mãe da Maria Fernanda, de cinco meses, que tem fissura labiopalatal. Ela conta que a filha passou a receber tratamento na unidade quando completou 20 dias que havia nascido. “Desde a primeira consulta que a Maria teve aqui no HRAN, percebi o quanto os profissionais tratam bem a todos e são comprometidos. Ao todo, já foram 13 consultas e, até agora, só tenho coisas boas a falar do tratamento e da equipe que atende minha filha”, relata.

Jucivânia destaca que se sente feliz em poder celebrar o Natal ao lado de outras famílias que partilham da mesma realidade. “É um momento de descontração que aproxima pessoas que convivem diariamente com a mesma dificuldade. Ocasiões como esta nos trazem acolhimento”, diz.
Maria Eunádia Ribeiro é operadora de caixa e mãe de Warley Gabriel, de um mês e meio de idade. Para ela, a festividade possibilitou conhecer outras mães que também têm filhos com fissura labiopalatina.

“Quando soube do problema do Warley, me senti perdida e com aquela sensação de 'e agora?', mas desde que vim à Unidade de Fissurados passei a me informar melhor. Hoje, estar com essas pessoas que já tiveram os mesmos sentimentos que eu, me traz paz. O Natal ajuda a aproximar as pessoas”.

REFERÊNCIA – Há três anos a Unidade de Fissurados do HRAN é reconhecida como referência de tratamento na capital para pacientes que apresentem fissura labiopalatina. Os atendimentos da especialidade são feitos sempre nas segundas-feiras à tarde e conta com uma equipe interdisciplinar composta por cirurgião plástico, pediatra, psicólogo, nutricionista, fonoaudiólogo, enfermeiro, odontólogo e assistente social. Semanalmente são realizados, em média, 240 atendimentos e cerca de 138 cirurgias foram feitas somente neste ano.

Confira aqui as fotos da festa.