Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/08/15 às 18h20 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Vacinação contra a poliomielite atinge 34,9% do público-alvo

COMPARTILHAR

A meta é vacinar 95% das crianças entre 6 meses e menores de 5 anos

BRASÍLIA (21/8/15) – A campanha de vacinação contra a poliomielite teve inicio no último sábado (15) com o Dia D nacional de combate a doença. Até quinta-feira (20), o DF imunizou 64 mil crianças, o que totaliza 34,9% do público-alvo. Este número está bem abaixo da meta, que é vacinar 95% das crianças entre 6 meses e menores de 5 anos até 31 de agosto. No DF, este grupo corresponde a 183.760 crianças.

“A poliomielite é uma doença grave, sem cura. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. Portanto, é muito importante que os pais levem os seus filhos até uma unidade de saúde para que eles sejam vacinados”, destaca o subsecretário de Vigilância à Saúde, José Carlos Valença.

Entre as regiões administrativas com maior número de crianças vacinadas estão Gama (53,4%), Paranoá (46,1%) e Santa Maria (42,8%). Já aquelas com menor adesão são Taguatinga (23,4%) e Samambaia (25,4%).

Este ano, durante a campanha, as cadernetas de vacina também serão atualizadas. A ideia é identificar se a criança já tomou todas as vacinas necessárias para a sua faixa etária. Caso tenha alguma atrasada, ela receberá a dose que falta.

Até 31 de agosto, 104 salas de vacinação estarão abertas, das 8 às 17 horas, de segunda a sexta-feira, em todas as regionais de Saúde do DF. Crianças com hipersensibilidade conhecida a algum componente da vacina, a exemplo da estreptomicina ou eritromicina, e pacientes portadores de HIV não devem ser imunizadas.