Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/05/15 às 18h42 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Vigilância à Saúde promove curso sobre comunicação não violenta

COMPARTILHAR

Apresentação da metodologia em situações de conflitos

BRASÍLIA (6/5/15) – Profissionais da Subsecretaria de Vigilância à Saúde participaram ontem, 05, da oficina “cultivando a paz”, promovida pelo Núcleo de Estudos e Programas de Atenção e Vigilância em Violências (Nepav/Gedant), no auditório da SVS. A palestra durou toda a manhã.

O objetivo do curso foi apresentar a metodologia da comunicação não violenta. Os profissionais da saúde são multiplicadores dessa ação não violenta, onde aprendem a lidar com situações de conflitos do dia-a-dia de modo não violento.

“Essa atividade faz parte das ações de saúde de promoção à saúde da cultura de paz no enfrentamento a violência. Os servidores são promotores de comunicação, são instrumentos de multiplicação de tomada de decisão não violenta. No dia a dia, principalmente no trabalho, nos deparamos com situações de estresse e temos que aprender a solucionarmos essas questões sem o uso da violência, tanto a física, quanto a verbal”, informou a gerente de Doenças e Agravos não Transmissíveis, Edisa Brito Lopes.

O Nepav sempre promove atividades para servidores, tanto da saúde, quanto de outros órgãos parceiros, como Secretaria da Educação, da Criança, e Sedest, e também para a comunidade. No final do mês passado foram realizadas atividades de mobilização para as comunidades de Planaltina e Sobradinho em comemoração ao Dia Mundial da Saúde.

“A proposta da comunicação não violenta é você deixar de ter o padrão de reação violenta e passar a ter uma ação consciente. Na relação com o outro sempre existe um campo em que nos encontramos algo em comum que nos colocará como iguais em algum momento. Quando deixamos de olhar só para o nosso ponto de vista e buscamos ver o ponto do outro, aí existe a compreensão”, destacou a gerente.

NEPAV
Núcleo de Estudos e Programas de Atenção e Vigilância em Violências trabalha com ações de promoção, prevenção, atendimento e vigilância no enfrentamento a violência para contribuir com a redução das situações de violência. Além disso, o núcleo promove campanhas de mobilização, capacitação e palestras a profissionais e á comunidade.