Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/08/19 às 10h22 - Atualizado em 1/08/19 às 10h24

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192

Descrição
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é um serviço de saúde brasileiro, subordinado ao Ministério da Saúde, e destinado ao atendimento e resgate de pacientes em situações de urgência e emergência, seja na rua ou em domicílio, onde haja a necessidade de intervenção especializada imediata e remoção para Unidades de Saúde com atendimento de Pronto-socorro.

 


Requisitos
Em situações de urgência e emergência, ou em caso de dúvida, qualquer cidadão brasileiro, ou estrangeiros em trânsito, podem entrar em contato com o SAMU através de sua Central de Atendimento (Central de Regulação Médica) pelo número único nacional 192.

 


Documentação necessária
Uma vez realizado o contato com a Central de Regulação Médica pelo número nacional 192, o paciente (ou solicitante) será inicialmente atendido por um profissional responsável por colher os dados mínimos necessários ao acionamento de um recurso de intervenção (Endereço, Nome, Motivo). Imediatamente após esta etapa inicial a ligação é transferida para um médico regulador responsável por avaliar a situação apresentada colhendo as informações necessárias para decidir quanto ao acionamento de um recurso de intervenção ou a realização de orientações médicas (sem o envio de recursos).

 


Formas de acesso
A prestação de serviço do SAMU ocorre tanto através de sua Central de Regulação Médica, responsável pelo gerenciamento e acionamento de todas as equipes de socorro, como presencial através do envio de recursos de intervenção móvel (ambulâncias, motos, helicóptero, lanchas) até o local das ocorrências. O SAMU realiza seus atendimentos de intervenção em vias públicas, áreas de trabalho ou domicílio limitado apenas pela área geográfica de atuação da Secretaria de Saúde à qual se encontra subordinado (Municípios ou Distrito Federal). Suas equipes de intervenção são compostas por profissionais de saúde capacitados em atendimentos de emergência: médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, e condutores socorristas

 


Etapas e prazos

O SAMU é um serviço gratuito, que funciona 24 horas por dia em caráter ininterrupto. A disponibilização dos recursos do SAMU para qualquer ocorrência depende da avaliação técnica do médico regulador que identificará a gravidade e o melhor recurso para atender às necessidades apresentadas. Do início do processo de regulação até a chegada do recurso no local toda a equipe da Central de Regulação do SAMU foi estruturada de forma a garantir o menor tempo possível de espera da vítima no local, e para garantir o atendimento de todas as ocorrências pertinentes com os recursos humanos e físicos disponíveis.

 

Para o início de todo o trabalho de atendimento e resgate dos pacientes em situações de emergência basta o acionamento do serviço pelo número único nacional 192, seja pelo próprio paciente ou por qualquer solicitante que esteja no local.

Mecanismo de comunicação (consulta), por parte do usuário, acerca do andamento do serviço solicitado
O canal de comunicação para solicitação ou consulta acerca de qualquer atendimento em curso deve sempre ser realizado pelo número único nacional 192. O canal para registro e acompanhamento de sugestões, elogios, reclamações, denúncias, ou informações de caráter geral pode ser realizado na Central de Atendimento exclusiva e gratuita para assuntos de ouvidoria através do número regional 162, ou pelo portal.

 


Prioridades de atendimento
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência deve, obrigatoriamente, priorizar os atendimentos primários, onde a intervenção imediata de uma equipe de urgência capacitada não é prescindível, cabendo ao médico regulador a responsabilidade pela qualificação dos chamados recebidos e pelo acionamento do melhor recurso a ser encaminhado para cada ocorrência, incluindo-se orientações médicas sempre quando o caso avaliado não necessite de uma intervenção imediata.